TOOL

l_9a90f43e5aefa6a7082ee3ba613777b9

Tool é uma banda de rock progressivo/art-rock dos Estados Unidos formada em 1990 em Los Angeles. Sempre teve como marca registrada uma ênfase artística em suas letras e composições, que são densas e originais com destaque para as linhas de baixo bem trabalhadas e distorções de guitarra, marcas da banda.Tool ganhou em 1996 como Melhor Embalagem de Álbum" no Grammy. Foram indicados ainda a categoria de “Melhor Vídeo Clip e Curta-Metragem” por Stinkfist.

Na verdade todo Clip deles é premiado..

1. Hush (1992) DVDRip.XviD 174Mb (2:49min)
2. Sober (1993) DVDRip.XviD 116Mb (5:05min)
3. Prison Sex (1994) DVDRip.XviD 191Mb (4:54min)
4. Stinkfist (1996) DVDRip.XviD 118Mb (5:13min)

DOWNLOAD
TAMANHO: 599 MB
FORMATO: DVDRIP
HUSH
SOBER
PRISON
STINKFIST
tool20-20frontaenima2lateralus1lateraluscdslev3shirtopiate500yd4liner_09liner_05
A arte é de Alex Grey, um dos melhores pensadores sobre a mistica, que sabe equilibrar arte e espiritualidade.
Aqui, vemos como “Lateralus” é regida pela sequência de Fibonacci. Invrível!

Anúncios

2 comentários em “TOOL

  1. Lateralus (tradução)
    Tool

    Preto depois branco são tudo que eu vejo em minha infância.
    Vermelho e amarelo vieram a existir, estendendo suas mãos para mim.
    Me permitindo ver.
    Tão abaixo, tão acima e além, eu imagino
    desenhado além das linhas da razão.
    Empurre o envelope. Assista-o se torcer.

    Pensar demais, analisar demais separa o corpo da mente.
    Murchando minha intuição, perdendo oportunidades e eu devo
    Alimentar meu desejo para sentir meu momento sendo desenhado fora das linhas.

    Preto depois branco são tudo que eu vejo em minha infância.
    Vermelho e amarelo vieram a existir, estendendo suas mãos para mim.
    Me permitindo ver que há muito mais e
    acenando para que eu olho através dessas infinitas possibilidades.
    Tão abaixo, tão acima e além, eu imagino
    desenhado fora das linhas da razão.
    Empurre o envelope. Assista-o se torcer.

    Pensar demais, analisar demais separa o corpo da mente.
    Murchando minha intuição deixando oportunidades para trás.
    Alimentando meu desejo de sentir esse momento me urgindo para cruzar a linha.
    Estendendo minhas mãos para abraçar o aleatório.
    Estendendo minhas mãos para abraçar o que quer que venha.

    Eu abraço meu desejo de
    Eu abraço meu desejo de
    sentir o ritmo, me sentir conectado o suficiente para sair de lado e chorar como uma viúva
    de me sentir inspirado a medir o poder, a presenciar a beleza,
    De me banhar na fonte,
    De balançar na espiral
    De balançar na espiral
    De balançar na espiral de nossa divindade e ainda ser um humano.

    Com meus pés sobre o chão eu me movo entre os sons e me abro para sugá-los
    Eu sinto-os se mover através da minha pele.
    Eu estou estendendo minhas mãos. Eu estou estendendo minhas mãos para o aleatório ou o que quer que me desnorteie.
    O que quer que me desnorteie.
    E seguindo nosso desejo e nosso vento nós podemos chegar aonde ninguém jamais esteve.
    Nós vamos montar a espiral e podemos ir aonde ninguém jamais esteve.
    Espirale. Continue indo.
    Espirale. Continue indo.
    Espirale. Continue indo.
    Espirale. Continue indo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s